quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Bianca Feijó

R.E.S.P.O.S.T.A.S


Quem é você?

Do que gosta?

Em que acredita?

O que deseja?

Dia e noite somos questionados, e as repostas costumam ser inteligentes e decentes. Tudo para causar a melhor impressão aos nossos inquisitores.

Ora, quem sou eu. Sou do bem, sou honesto, sou bem-humorado – não costumamos economizar atributos quando se trata da nossa própria descrição.

Do que gostamos? De coisas belas.

No que acreditamos? Em dias melhores.

O que desejamos? A paz universal.

Enquanto isso o demônio dentro de nós revira o estomago e faz cara de nojo. É muita santidade para um pobre-diabo, ninguém é tão imaculado assim.

O que você diz, com todo respeito – é apenas o que você diz.

Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam.


(Detalhe de foto de Henri Cartier-Bresson)

9 comentários:

André Ferrer disse...

Novamente: leve, direta e... genial!

Salve Jorge disse...

Mais do que é
O que sejas
Quantas é
Importa o estar
Sois pois o prenúncio do depois
Assim como foste a iminência do que já mais não é
Mas sempre aparece um mané
COm mentalizade feijão com arroz
Que não arreda pé
E ainda assim tens a arte
De tirar dela uma trêmula poesia...

deia disse...

Adoro seus textos,curtos e intensos,sempre deixando a vontade de ler o próximo.

Beijos.

Anônimo disse...

O quê mais me impressiona na Bianca, além da inquestionável qualidade de seus textos, é a leveza (leveza que passa ao largo em mim) como ela expõe nossas vaidades e pretensões internas.
P E R F E I T O! texto irretocável, temática instigante. Merecia mesmo a foto do genial Henri Cartier-Bresson.

Fábio Félix disse...

Mas, também, quem sabe com um tempo de falsa auto-definição, algumas pessoas consigo se enganar até que seja verdade. Tudo mudo, de alguma maneira, afinal.

Fábio Félix disse...

ERRATA
*consigam
*muda
Hummm... Freudiano?...rs
Percebeu?

Denise Soares MIranda disse...

"O que você diz, com todo respeito – é apenas o que você diz.
Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam."

Bianca Feijó

Muito bom, não é o que se fala, mas o que se faz...e dito, por você, de uma maneira nova e muito interessante.

Beijos, você já nasceu escritora. Adorei te encontrar,
Denise Miranda

Jose Otavio disse...

Vim parar aqui através do teu blog, achei que era os mesmos textos.
Vou frenquentar os dois agora, porque o que você diz,com todo o respeito - é muito bom.

D y a n e P r i s c i l a disse...

Acostumada a ter elogios sendo tecidos sobre suas palavras, venho humildemente, lhe dizer sinceras palavras de que, você tem um jeito muito sincero de dizer, algumas vezes simples, mas contudo nobre.

Parabéns, mulher bela e cheias de riquezas, que demonstra ao mundo, através desse sublime comunicar, a junção de letras,as transformando em palavras e por fim as fazendo frases que se unem e fazem-se textos, que desabrocham sentimentos, e fazem despertar, a verdade adormecida, outras vezes as ruínas que se desfizeram sem que se pudesse notar.

Parabéns!